Google+ Followers

Luan Santana - Cantada

segunda-feira, 7 de maio de 2007

O Rei Dos Vampiros

Queria poder ver o sol brilhar de novo.
Quero saber como é o seu rosto antes de anoitecer.
Não quero jamais esquecer o que foi o amor.
Não quero mais ver a dor que esta escrita em meus sonhos.
A lua disfarça, e destrói
Aquele que o sol não pode enxergar.
A noite se acaba, e dá espaço
Para um novo dia chegar.
Sorria! Não se deixe enganar por si mesmo.
Diga-me o que sentes ao refletir,
E escolherei bem os seus desejos.

Agora você habita um mundo de amor em meus sonhos.
Esperei que a sua vida pudesse me dar um eterno sono.
Daí um dia constrói um outro na saída.
Vou embora, mas por favor,
Não sintas dor pela minha partida.


Gusto

Aflitivo

Vários tiros;
Gritos;
Muitos corpos no chão estirados;
Barulho;
Estilhaços de bomba pra todos os lados;
Pessoas correndo, fugindo;
E apenas um olhar aflito...
O que você vê?
O que você consegue vê?!!!


Gusto

quinta-feira, 3 de maio de 2007

Ardente

Eu digo sim!!!...
Que venha!
É lenha na fogueira,
Quem pular se queima.

Vamos ver até quando o sol agüenta
E junto vivermos de amor
Até que a morte nos separe.

Não precisamos nos humilhar
E nem saber demais
Vamos ser nós mesmos
E sentir o prazer de estar ardente.

O que foi?
Não é capaz?!!!
É simples e ao mesmo tempo diferente.

Sozinhos até que a última estrela se apague.
Agora somos um só,
E que o amor nunca se acabe.

E quando amanhecer o dia
Eu prepararei o café.
E enquanto você sorria
Dizia o que queria pra depois.

E o sol ardente sobre o nosso corpo quente
Faz com que a gente se enlouqueça mais e mais.
E a noite pura que aparece com a lua
Faz com que a fique nua e molhada para mim.
É o início do fim,
O começo do amor,
O nosso corpo pega fogo de novo
De tanto prazer que um tem pelo outro.

É sempre ou quase sempre, tão diferente,
De repente, mais uma vez vou tê-la novamente.

Vamos esperar e ver se o sol esquenta!!!



Gusto e Tati